Não acredites em absolutamente nada daquilo que digo ou escrevo.

20.1.17
De vez em quando leio ou oiço comentários de mães que me parecem cansadas e desacreditadas. São comentários como
'Sim, isso é tudo muito bonito mas tinha era de vir cá a casa conhecer o meu filho.'
'Adoro opiniões, queria era ver se fosse com os seus.'

Para lá de cansadas e desacreditadas, estas mães parecem ter perdido aquilo que nos salva a todos: a fé no dia melhor e a fé nelas próprias enquanto agentes capazes de produzir esta transformação: nelas e, consequentemente nos miúdos.

Naturalmente nenhuma das estratégias sobre as quais escrevo funcionam se não as experimentarmos por um certo período de tempo para obtermos resultados.
[com as dietas é o mesmo - se não levar um plano à risca, de forma consistente e durante algum tempo, dificilmente conseguirei os resultados que pretendo. E é só quando adoto esse estilo de alimentação que consigo manter os resultados].

E tudo isto é igual na parentalidade e nas relações, em geral.

Por isso mesmo sublinho este ponto:
Não acredites em nada, absolutamente nada daquilo que escrevo ou digo. Experimenta. E fá-lo de forma consistente.

E talvez a primeira coisa que possas fazer é trabalhar a tua autorregulação [ou auto-controlo, se quiseres chamar desta forma] que é a capacidade que temos de regular os nossos impulsos e de canalizar a nossa energia para o que é realmente importante. E, de seguida, aprendermos a comunicar de maneira eficiente com os miúdos. As nossas crianças merecem adultos serenos, responsáveis e saibam o que estão a fazer e como estão a fazer. 

'Talvez o módulo sobre a autorrregulação do adulto seja mesmo o mais importante de todo este curso porque sem ele, nada do que vem à frente acontece como tem de acontecer.'
Joana Martins, aluna da Pós-Graduação da Escola da Parentalidade e Educação Positivas

Como é, vais dar-me o benefício da dúvida e experimentares?

1 comentário:

  1. É exactamente isso que digo sempre, em tudo: experimenta! Só assim saberás se tem os resultados que queres! Mas experimenta durante algum tempo.

    ResponderEliminar

Obrigada por leres e por comentares!
Todos os comentários são bem-vindos excepto os que 'berram alto'...Esses são, naturalmente, eliminados!

linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Share