7 dicas (que resultam) para festejar o Natal sem sobressaltos - uma espécie de Kit de sobrevivência

15.12.16

Créditos foto: Would you Mum?

Dezembro. Final do ano. Natal. Mais um ano, mais uma celebração em família que desejamos que se passe da melhor forma. Ainda assim é muito útil ter-se à mão uma espécie de manual para sobreviver ao Natal ou um kit de salvação. E esse não nos é entregue com o Pai Natal. O segredo para que tudo funcione? Ficarmo-nos pelo essencial. Não acredita? Continue a ler, por favor!

Ah o encanto do Natal… ao contrário do que nos querem fazer acreditar, o Natal é muito mais do que as prendas. É uma festa da família e, sobretudo, dos e para os miúdos. E por favor não acredite quando lhe dizem que eles querem só prendas. Nós é que os induzimos a isso. Enviamos catálogos pela caixa de correio, perguntamos se já escreveram a carta ao senhor de barbas. Como é que a seguir não vamos dizer que o que eles querem são prendas?

Para sobrevivermos a esta fase e focarmo-nos no que tem mesmo de ser, aqui fica o seu kit para sobreviver ao Natal. Ele é constituído por:


Check list
Comecemos por aquilo a que o Natal tem vindo a estar associado e deixemos o improviso para outros. Não se quer ver metida ao fim-de-semana em shoppings? Então sente-se, faça a lista das prendas que quer oferecer e organize-se. Se for possível, privilegie o comércio local. Há sempre menos gente, ajuda localmente e na volta ainda se despacha mais cedo. E Internet, já pensou nisso? Há imensas páginas no facebook de artesãs muito criativas. É uma questão de dar uma vista de olhos numa das noites e na seguinte arrumar com as compras.
O planeamento funciona apenas se o seguir, lembre-se disso!


2. Calendário
Há uns anos, uma marca de móveis pediu às crianças para contarem qual seria a melhor prenda de Natal. O que responderam elas? Estarem com os pais. Vê o que quero dizer? Volto ao mesmo - não são só prendas o que eles querem. Se tiver mesmo de ser, marque no seu calendário atividades para fazerem em conjunto, desligue-se por um bocadinho e tenha prazer em estar com eles.


3. Férias
A maior parte dos miúdos tem férias nesta altura do ano e pode tornar-se difícil gerir os dias, as atividades, a organização das celebrações, as prendas que ainda faltam embrulhar e ter tempo para descansar. Se puder, lembre-se de colocar uns dias de férias antes ou depois do Natal. Os miúdos agradecem e você também!

As restantes 4 dicas podem ser lidas na edição de Dezembro, da Pais & Filhos




Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada por leres e por comentares!
Todos os comentários são bem-vindos excepto os que 'berram alto'...Esses são, naturalmente, eliminados!

linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Share