Segunda-Feira #35 - Marcos Piangers

4.7.16


O Marcos Piangers não é só um pai dedicado e marido apaixonado. Ele não é só o autor de uma das palestras mais emotivas que circulam no youtube. Não é apenas o autor de um best-seller o Papai é Pop. Ele também é o autor de uma das páginas mais bonitas do Instagram, com textos maravilhosos.
E sabes o que mais gosto nele? Da sua imperfeição, da generosidade do seu coração e da forma como usa as palavras que me inspiram muitíssimo!
Não conheces? Não percas mais tempo. Continua a ler!
Obrigada Marcos pela entrevista e obrigada ao Douglas pelo apoio!





'Todo o pai é um ótimista! Ser pai é acreditar num mundo melhor!'

1. Como é que nasceu este projeto? Foi crescendo ou foi algo que decidiste fazer com objetivo claro e concreto? O que é que ele te tem trazido de bom?

Gosto dessa frase do Kurt Vonnegut, do livro Cats Crandle (1963): “Senhoras e Senhores. Eu estou hoje na frente de vocês porque nunca parei de me deslumbrar, como uma criança de oito anos de idade indo para a escola em uma manhã de primavera. Tudo é capaz de me fazer parar e olhar e me encantar e, às vezes, aprender. Eu sou um homem muito feliz."

O Papai é Pop é resultado de uma série de observações que fiz por um bom tempo a respeito da paternidade. Os textos eram íntimos e secretos, mas com o tempo recebi convite para publicá-los no jornal. A resposta foi imediata e carinhosa, o que tornou o livro um resultado natural. Eu tinha certeza que o livro venderia umas 3 cópias, apenas para minha família, mas já passamos de 60 mil exemplares vendidos. No facebook os textos alcançam mais de um milhão de pessoas, todas as semanas.

A coisa mais incrível é ver os textos transformando a vida de algumas pessoas. Pais que se tornam mais participativos, mães que se sentem consoladas, famílias que reforçam seus laços por causa do livro. Uma garçonete veio me dar um vinho de presente esses dias, dizendo que o livro tornou seu irmão um bom pai. Uma menina me postou um comentário no instagram dizendo que o livro fez com que seu namorado, que a tinha abandonado grávida, voltasse para casa com a intenção de ser um pai presente. Esse tipo de coisa não tem preço.

2. Quem são os teus leitores e que tipo de relação manténs com eles?

Respondo todos os emails que recebo, tento responder todos os comentários, atendo todas as pessoas nos eventos até a última selfie. Tenho a vontade de retribuir todo o carinho que tenho recebido. Fiz este vídeo agradecendo os leitores: https://www.facebook.com/MarcosPiangers/videos/891410960942220/ 




A maioria dos leitores são mulheres. As mulheres tem essa sensibilidade que nos falta, essa coisa de olhar a criação de um filho com olhos apaixonados. Aprendi muito com a minha mãe, com a minha esposa, e sobretudo com as minhas filhas, a ter esse olhar de ternura com relação as coisas que me cercam. Ouço histórias maravilhosas nas palestras que dou. Isso me enche a alma.

3. Este teu projeto é uma espécie de missão - nos próximos 2 anos, como é que ele vai evoluir?
Estou lançando O Papai é Pop 2 este ano, e me vejo lançando livros todos os anos. Estamos ajudando muitas instituições de caridade com o dinheiro da venda dos livros. Doamos mais de 100 mil reais. Estou conversando com produtoras para levar essa temática para o vídeo. Acredito que pais presentes mereçam ter um espaço para representá-los.


4. És um sortudo por seres pai das tuas filhas. O que é que em ti foi salvo, depois de seres pai?

Elas me ensinam todos os dias a ter mais paciência, especialmente no momento da alimentação. Você sabe como é difícil e trabalhoso ter um filho, e por isso é maravilhoso. Eles são nossa obra prima, e obras primas levam tempo e dão trabalho. E nos emocionam quando ficam prontas. Esta é a utilidade secreta de um filho: ele nos torna imediatamente pessoas melhores. Nos preocupamos em ser mais educados com as outras pessoas, em dar o exemplo. Nos esforçamos para preservar o meio ambiente, para que o mundo continue sendo um lugar agradável pra ele.

Você passa a separar o lixo, dizer “com licença”, parar no sinal amarelo. Você passa a se preocupar com bullying, com piadas preconceituosas, com alimentação industrializada. Você devolve o troco errado, recolhe o lixo que outra pessoa jogou no chão. Você se torna uma pessoa melhor. Para que seu filho seja melhor que você. Melhor que seus pais. Melhor que seus avós. Para que o mundo dele seja melhor do que o seu mundo.


5. O teu blogue fala muito da relação com a tua mãe - o que é que é importante que toda a mãe saiba e que é verdade? E o pai? O que é que todo o pai tem de saber?
Minha mãe me criou sozinha, pagou todas as contas e me deu todas as condições de ser quem eu sou. Lembro dela me levando pra todo lado, batalhando para sustentar um garoto. Na adolescencia, como todo jovem, fui um pouco revoltado e não entendia minha mãe. Mas depois de ter filhos você entende tudo.
Algo que todo pai e toda mãe deveriam saber: o tempo que você passa junto com seu filho é a coisa mais importante. Sem celular por perto, ou videogame ou computador. O tempo que vocês passam conversando, se entendendo, criando intimidade, é determinante para uma relação saudável no futuro. Filhos não precisam de presentes, escolas caras, apartamentos maiores. Filhos precisam de você pode perto, prestando atenção neles.

6. Tal como no meu trabalho, o teu foco principal é a qualidade da relação que desenvolvemos com os nossos filhos e eles connosco - não há nada mais valioso que isso. Como é que na prática fazes isso com as tuas filhas?
Meu celular está sempre no silencioso. Não temos videogame e ipad em casa. Todos os dias dou banho e faço as meninas dormirem. Toda semana almoço sozinho com minha filha mais velha. Tento levá-las sempre que viajo a trabalho. Brincamos muito com papél, caneta, madeira, dominó, quebra-cabeça, coisas analógicas, mais humanas. Não fico no computador enquanto estou com elas. Essas são dicas simples, que fazem toda a diferença.

7. Como é o "mundo melior" para ti? E o que fazes, todos os dias, para ires nessa direção?

É um mundo com pessoas mais gentis. Não sei se existe céu ou inferno, mas me parece que existem anjos, que são essas pessoas que falam “bom dia” e “muito obrigado”. Acho que o paraíso é aqui quando somos mais bondosos e nos ajudamos mutualmente. No mundo melior da Anita, ladrões entram na sua casa de surpresa pra deixar presentes, ao invés de roubar coisas. É um mundo onde as pessoas se ajudam, porque é essa a única coisa que nos alivia um pouco dessa angústia de saber que estamos envelhecendo e dizendo adeus para as pessoas que amamos.


8. Quais são as grandes obrigações dos pais?

Formar seres humanos melhores. Essa é a única chance para a humanidade.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada por leres e por comentares!
Todos os comentários são bem-vindos excepto os que 'berram alto'...Esses são, naturalmente, eliminados!

linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Share