OS TERRÍVEIS 2 ANOS: 4 DICAS INFALÍVEIS! A Praça | RTP 20 Jan 2016 | Programa #15

21.1.16

Créditos imagem: Stim

"E, de um momento para o outro, o meu anjinho virou diabinho! " é a descrição que muitos pais fazem dos seus filhos adorados quando, a partir dos 18 meses eles ganham uma certa... personalidade.

Os terríveis 2 anos são assim chamados justamente porque as crianças passam por um processo de crescimento e de tomada de consciência grande. E são terríveis porque deixamos de perceber como é que o produto que temos à nossa frente funciona.

Por isso mesmo, aqui ficam 4 boas dicas para que a tua vida, nesta fase, fique facilitada:

1) Identifica o tipo de birra. Há as birras do andar de baixo - que são emocionais - e as birras do andar de cima - que são estratégicas, chamemos assim.
As emocionais são aquelas em que, do nada, a criança chora, grita e mostra-se insatisfeita ou frustrada. Não sabemos muito bem o que poderá ter causado aquela situação e achamos que não tem importância nenhuma. Pode ser porque lhe íamos dar uma bolacha e a partimos ao meio (como podes ver na Praça), como podemos nem nos aperceber. A verdade é que isso pouco interessará para o caso. O mais importante? É ajudar a parar a dita birra o mais rápido possível. Como?
Agarra no teu filho e pede-lhe para respirar fundo e parar de chorar. Diz isto num tom calmo e firme (lembra-te que a tua função, neste caso específico, é ajudá-lo a regular-se e acalmar-se). Uma vez calmo, podem ir fazer a vossa vida porque na maior parte das situações não há nada a corrigir. No máximo podes dizer-lhe o que viste:
'Eu vi que estavas a brincar com os carrinhos e depois, quando me apercebi, estavas a chorar. Não sei bem o que se passou mas percebi que não estavas muito contente."

As estratégicas são mais... complexas! :) O que fazer? O truque aqui é reconheceres o que o teu filho te está a dizer e seguires com a tua decisão.
'João Maria, meu amor, já percebi que querias a bolacha inteira. E eu sabia disso porque isto já aconteceu antes - a mãe esqueceu-se.
A tua metade da bolacha está aqui - não tenho mais nenhuma. Penso que ficarás satisfeito se a comeres mas se decidires não comer, isso é uma decisão tua. A mãe vai estar na sala e se te apetecer vir para lá brincar, anda.'
O mais difícil nestas que são mais estratégicas é identificá-las e depois seguir o guião.
Se quiseres saber mais sobre este assunto, o capítulo 2 do livro Crianças Felizes dedica-se a esta idade e ao que acontece nas cabecinhas do nosso filho. É um capítulo muito completo e cheio de dicas e estratégias práticas.



2. Valida os sentimentos do teu filho
Validar os sentimentos não quer dizer satisfazer a vontade do teu filho em levar mais um carrinho de brincar para casa. É apenas dizer-lhe que sabes que ele gostaria de o levar e que gosta muito de brincar com carrinhos. Basicamente é estares atenta ao que ele te está a dizer.
E se é algo que parece óbvio, a verdade é que não é tanto assim porque quase todos nos esquecemos de usar esta ferramenta. Em vez disso dizemos coisas como:
'Outro carrinho? Mas tu não precisas de mais nenhum porque tens muitos em casa. E tu deves achar que o dinheiro cai do céu, certo?'
Pois... não é nada disto

3. Aproveita
Quem já passou por esta fase, e depois pela dos 3 anos (sobre a qual vou falar mais à frente) diz que os 3 anos são mais difíceis ainda.
Os 2, como os 3, como os 12 ou os 15 são fases. E isto são características que podemos encontrar nos miúdos. Aproveita cada uma destas fases. Cada uma delas tem momentos delíciosos.




4. Descansa
Pais exaustos, birrentos, queixosos, encantados, seduzidos e... perdidos: é assim que encontro os pais com quem trabalho e que têm filhos com 2 anos. E se é verdade que é uma fase, também é verdade que é nosso dever orientá-los. Mas também é verdade que precisamos do nosso balão de oxigénio. Lê sobre o assunto, conhece as estratégias que tens ao teu dispor e trata das tuas necessidades de descanso, diversão e mimo. Não é possível ter energia (da boa!) para lidar com a exuberância dos 2 anos... e que antecede os 3 anos :)))

Na próxima semana falo-te sobre os 3 anos!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada por leres e por comentares!
Todos os comentários são bem-vindos excepto os que 'berram alto'...Esses são, naturalmente, eliminados!

linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Share