Hoje não é o dia da Criança

1.6.15
Hoje não é o dia da Criança - o dia da Criança é todos os dias e a data serve para nos lembrar que é importante proteger a infância e o mais pequenos para que possam crescer em segurança -  homens e mulheres que fazem o bem e asseguram a transmissão dos valores mais fundamentais, assegurando a sobrevivência da espécie... de forma sã!

Correndo o risco de isto parecer um cliché, a verdade é que a melhor prenda que podemos oferecer hoje e todos os dias, aos nossos filhos, é o nosso tempo - ninguém nos vende tempo e este é talvez o factor mais importante de todos - darmo-nos, a sério, aos nossos filhos.

Não consigo deixar de me sentir angustiada com as notícias que nos últimos tempo têm saído nos jornais - e não consigo deixar de ficar com a sensação que a violência aumentou - mas que nós também parece que estamos adormecidos. Ficamos indignados, ficamos chocados, ficamos com medo mas, no dia a seguir estamos à procura de mais notícias... como se o choque e a indignação tivesse o poder de nos anestesiar aos poucos - as palavras foram ditas mais ou menos assim pela Rita Marrafa de Carvalho num post, seu no Facebook e a Isabel Stilwell fez um texto absolutamente revelador do nosso estado, no final da passada semana.

"Consumimos as alegrias e os desgostos à velocidade da luz. Depois perguntamo-nos de onde vem a ansiedade e a depressão. "
Isabel Stilwell

Não consigo deixar de pensar que o sistema português está construído de forma a que a família fique cada vez mais desamparada - os miúdos passam 50 horas nas escolas e, enquanto isso, vão sendo educados, pouco a pouco, pelos colegas. E se é bom ter amigos e colegas fixes, não é possível passar e ensinar valores por essa via - o respeito, o altruísmo, a dedicação, a gentileza e outros pontos fundamentais para a formação de um indivíduo que se deseja humano, íntegro e total. Pergunto-me, com cada vez mais frequência [e muito receio], de que matéria será feita a geração que estamos a educar?...

Cada vez mais me convenço que é a família - pais, avós e todos os outros que estão perto - que tem um papel determinante no futuro dos miúdos. 

'A mão que embala o berço é a mão que governa o mundo ' [Lincoln] e essa mão é a nossa. Quem está a construir os cidadãos e o mundo de amanhã somos nós... e onde é que andamos com a cabeça?
Quantas vezes andamos distraídos? Quantas vezes fingimos que estamos a escutar os miúdos ou estamos a brincar com eles a pensar, sistematicamente, nos nossos afazeres? Mas isso é normal? Normal, é - mas que não nos sirva de desculpa para a falta de tempo porque aí estamos a desperdiçar o tal tempo que dizemos que não temps.

Se tenho 20 minutos para estar, de facto, com os meus filhos, a escutá-los, a brincar com eles, a mimá-los, então que esses 20 minutos sejam aproveitados a 300%! 

Ter alguém a escutar-me, a dar-me atenção faz-me sentir especial, faz-me sentir ligada a ela e faz-me querer continuar mais próxima porque me sinto próxima. E é com essa proximidade que, ao mesmo tempo, eu me liberto para ir fazer a minha vida e me tornar mais autónoma e livre. É nesta proximidade que eu recebo e sou influenciada pelos valores que essa pessoa me vai passando. Com os miúdos é tal e qual...!

Neste dia da Criança gostava muito que pudesses tomar a decisão de estares, todos os dias, com os teus filhos, de forma séria e à séria... mesmo que seja a brincar. Mesmo que vivas longe! Faz um skype, escreve-lhe uma carta, envia-lhe um foto do teu trabalho, do teu quarto ou do caminho que fazes para regressares a casa. 

Neste dia da Criança gostava muito que tomasses consciência que cada um de nós tem um papel fundamental e importante na educação dos seus filhos - quando todos assumimos esse papel de forma responsável conseguiremos provocar mudanças positivas. Que cada um de nós seja responsável pela sua família! 

Hoje e sempre é dia da Criança - não deixemos o futuro delas em mãos alheias porque as mãos são nossas.

----
No Porto, os próximos workshops do Porto vão ser em Miguel Bombarda, nestes dias:

Sábado - 13 de Junho [9h30 - 13h00] - A Questão da Autoridade e da Obediência
Sábado - 20 de Junho [9h30 - 13h00] - A Auto-Estima da Criança



1 comentário:

  1. Tem toda a razão! Não vivemos num país perfeito para as crianças: enquanto houver uma negligenciada ou em sofrimento, há trabalho a fazer. Mas neste dia lembro-me principalmente das crianças que em tantos locais do mundo não têm o mínimo: uma casa, acesso a vacinas, à escola ou mesmo acesdo a um simples registo de nascimento e que só contam mesmo com o amor dos pais, quando têm a sorte de os ter...

    ResponderEliminar

Obrigada por leres e por comentares!
Todos os comentários são bem-vindos excepto os que 'berram alto'...Esses são, naturalmente, eliminados!

linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Share