TALVEZ A RAZÃO PELA QUAL NÃO BATO NEM CASTIGO OS MEUS FILHOS

17.10.14
É tudo uma questão de princípio. Não bato, simplesmente porque não me cabe na cabeça, nem castigo porque simplesmente não ensina nada. Que resulta imediatamente, resulta. Mas educar não é um jogo de poder e a nossa missão enquanto pais é ensinar e orientar. E neste 'ensinar e orientar' não me cabem as outras palavras.

Por outro lado, sempre achei que tenho coisas boas em mim. Acredito que não vem mal ao mundo por actuar com base no 'uma palmada na hora certa' mas eu considero que eu sou melhor que isso. Esta é uma avaliação que faço a mim própria apenas. É um auto-julgamento.


E esta frase de Buddha fez-me justamente pensar nisso: eu respeito os meus mas também me respeito ao ponto de me esforçar por ser o mais justa possível com os meus valores.

Talvez seja uma questão de princípio e de forma de ser.

Por outro lado, a questão da desobediência e da autoridade não se fazem apenas nos momentos quentes. Muito, e talvez o mais importante se passe justamente fora desses momentos. É o que eu chamo de parentalidade pro-activa. Se não investimos nesses momentos não podemos pedir milagres.

Pensa nisso!

2 comentários:

  1. O meu pai deu-me uma palmada tinha eu uns 7 ou 8 meses...A minha mae trabalhava dois turnos, dormia 5 horas e ainda por cima todos os dias era um drama para eu adormecer porque só queria estar acordada a passear ao colo dela no corredor; o meu pai trabalhava na industria hoteleira, chegava as vezes as 2 da manhã e ali estava eu sempre num berreiro no berço e toda feliz com a passeata tardia.Uma palmada bem assente em cimda das fraldas.Dizem eles que eu não chorei, apenas me calei abruptamente.Nunca mais fiz birra para dormir.Foi a unica palmada que me deram em 37 anos ;) Os meus pais são os melhores do mundo!

    ResponderEliminar
  2. Então como agir? essa é a questão!!
    Uma menina de 4 anos a esticar a corda para ver se ontem o que quer... e duas gémeas de 16 meses a iniciarem isso mesmo... como fazer?
    Não falo em espancar... mas penso que uma palmadinha não fará mal ... a mim não fez, não gosto menos dos meus pais pelas palmadas que levei quando fazia asneiras...ou pelos castigos quando me portava mal... até hoje não sei se estou a fazer bem ou mal, estou a dar o meu melhor... mas gostava de saber então o que fazer?
    BJinhos

    ResponderEliminar

Obrigada por leres e por comentares!
Todos os comentários são bem-vindos excepto os que 'berram alto'...Esses são, naturalmente, eliminados!

linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Share