O meu filho mente-me [parte II]

25.6.14




Na semana passada escrevi a primeira parte deste tema.

Hoje vem a parte II.

Existem vários motivos para o facto de não devermos mentir e a quebra da confiança é uma delas.
É fácil explicar a uma criança que quando ela decide mentir, isso faz com que nas próximas vezes eu tenha o direito de não acreditar naquilo que ela me está a dizer porque nada me garante que ela não esteja a mentir, de novo. Explicado desta forma, as crianças percebem que mentir é um acto voluntário e que é uma escolha delas, com consequências naturais, como tudo na vida.
No entanto, quando uma criança mente deveremos também colocar a questão: será que eu não sou confiável? O que é que faz com que o meu filho me minta?

Não acredito que tenha a ver com o facto de gostarem mais ou menos de nós e sim com a possibilidade de nos termos tornado, aos olhos dele, em pessoas menos confiáveis – seja pelo motivo que for [eventualmente tem medo de ser castigado ou de ‘ouvir’].

Há uns anos atrás foi feito um estudo muito interessante.

Foram lidas 3 histórias a um grupo de crianças. O objectivo era averiguar qual delas tinha um maior impacto nas crianças, fazendo com que mentissem menos.


História 1 – Pinóquio – a humilhação de mentir e de ser apanhado, publicamente [nariz que cresce e não deixa margem para dúvidas]
História 2 – Pedro e o Lobo – as consequências da mentira contínua e das consequências [como explicado acima – deixar-se de acreditar na criança]
História 3 - George Washington and the Cherry Tree – história onde se evidencia a virtude da verdade.

A história com mais impacto foi a última – porque não só evidência de forma muito concreta as virtudes da verdade como também não humilha nem pune a criança, não trabalhando com base no medo e na vergonha. A seguinte foi a do Pedro e do Lobo. O nariz do Pinóquio que cresce quando mente parece não colar…

Não deixa de ser interessante verificar que não é porque ameaçamos ou humilhamos a criança que ela vai agir como deve de ser – se o faz é com base no medo.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada por leres e por comentares!
Todos os comentários são bem-vindos excepto os que 'berram alto'...Esses são, naturalmente, eliminados!

linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Share