10 coisas que as famílias felizes fazem [parte I]

27.6.14



1. Partilha
É a tua família, são os teus filhos. Partilha com eles histórias – não só aquelas sobre quando eras pequen@ mas também histórias do dia-a-dia.
‘Hoje tenho mesmo de te contar a minha manhã! Parece que saiu de um filme, tu nem vais acreditar no que me aconteceu!’ Diz-lhe isto com entusiasmo, com exagero, assim meio dramático – e vais ver que ele fica agarradinho ao que lhe vais contar!
E quando partilhas as tuas coisas, ele sente que tem valor na família e não é mais um. E porque se sente valorizado, também te vai contar as coisas dele porque vai ter vontade de as partilhar.


2. Vínculo
O vínculo é a qualidade da relação que os nossos filhos estabelecem connosco e a qualidade da relação que estabelecemos com eles. E quanto maior for o vínculo mais significado as nossas vidas adquirem, melhores são as nossas ligações e influências.
Para saberes mais sobre este tema, clica aqui ou procura no blogue [há um campo para pesquisa] a palavra vínculo.

3. Brincar
Gozar, ser palhaço, não levar tudo tão a sério. Fazer o esforço [sim, por vezes é mesmo um esforço] para ver não o lado positivo da coisa mas a piada da situação. E quanto mais treinares mais percebes que afinal nem tudo pode ser levado tãooooo a sério!

4. Boas maneiras
As boas maneiras modelam-se e também se ensinam. E sim, as boas maneiras são ensinadas desde pequeninos e fazem a diferença na relação e toda a gente fica agradada quando é bem tratada e de forma educada. Ensina ao teu filho a generosidade, a atenção ao outro, o se faz-favor e o obrigado e porque é que isto é tão importante.
E naquelas vezes em que ele te pede as coisas de forma mais ríspida, olha para ele e diz-lhe ‘hmmm… enganaste-te no tom – repete lá isso mas com aquela voz doce que só tu tens…’. E quando tu também te enganares diz-lhe e coloca o tom adequado.

5. Oferece o teu tempo
O nosso amor é dado em forma de tempo – por isso usa-o da melhor forma e elimina as fontes que te fazem desperdiçar o teu tempo que é mesmo precioso.
Procura estar mesmo a sério com os teus filhos. Não digo sempre mas se lhes dizes que vais brincar com eles, não leves o telemóvel atrás.


6. Tribo
Vocês têm frases vossas? Situações em que dizem ‘d’ahhhh!’. Têm um grito de guerra? Têm nick names? Têm segredos dos bons? Fazem partidas? Têm rituais? São uma tribo? Então comecem a fazer ‘cenas’ fixes e que dão mais sentido e significado a quem é a VOSSA família!

[a parte II vem já a caminho!]

6 comentários:

  1. Magda.. jura que NUNCA vais apagar este blog... que eu preciso muito dele para o andar sempre a consultar ;-)
    R.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :))))) Obrigada por tamanho elogio, R!

      Eliminar
  2. Absorvi cada palavrinha. Obrigada :)

    ResponderEliminar
  3. Muito bom! Gostei da cumplicidade da "Tribo"! Vou adotar nas minhas sessões de aconselhamento parental. Sou psicóloga clinica e trabalho maioritariamente com adolescentes e pais de adolescentes... fase critica das famílias, e nomeio todas as suas dicas, mas o termo "tribo" está excelente!! Obrigada

    ResponderEliminar

Obrigada por leres e por comentares!
Todos os comentários são bem-vindos excepto os que 'berram alto'...Esses são, naturalmente, eliminados!

linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Share