3 dicas para ajudar a criança a comportar-se em condições

7.5.14


Nestes últimos tempos tenho escrito bastante sobre a questão do vínculo [já criei até uma etiqueta para o efeito, para ser mais fácil procurares].


Não há nenhuma criança que se queira ou possa comportar em condições se não tiver as necessidades básicas. E quais são elas? Alimento, descanso, amor. Simples.


Por outro lado, não é, de certeza, no meio de uma birra que ela vai conseguir comportar-se melhor. Por isso o trabalho tem de ser feito à nascença. No post anterior, disse que a Parentalidade Positiva previne os acontecimentos. É disso que trata este post.


Anda daí alinhar ideias.






1. Cria uma boa relação com os teus filhos. Não é uma relação de prendas, de dias cheios de actividades. É uma relação em que a maior prenda és tu e em que tu estás presente e atenta. Interessa-te por aquilo que eles fazem.






2. Dá tu o exemplo. Berra baixo se não queres que eles gritem. Ri-te e descomplica se queres que eles também o façam. Cria energia positiva em tua casa e um grito de guerra. Come a sopa e os legumes e não precisas de dizer sempre 'ai que bons que estão'. Se dizes ao teu de dois anos que 'e´ só mais uma colher, então que seja SÓ mais uma colher', caso contrário não digas.






3. Negoceia. Qual é o problema? Tens receio que assim ele não saiba quem manda em casa? É justamente quando tens este receio que, indirectamente te colocas mesmo em causa. Se souberes que és mesmo tu que estás a liderar não tens este tipo de receios... e não tens medo de negociar. E negociar ajuda a que a criança queira cooperar o que, na nossa linguagem de pais por vezes chamamos obedecer.






3 pontos simples e claros. Começa por aqui e aprecia a diferença. E depois, se te apetecer, anda contar-me neste post o que tem acontecido por aí. Prometo que vou continuar com estes posts porque o impacto que têm na nossa relação com os nossos filhos é mesmo enorme!




No Porto, os próximos workshops do Porto vão ser em Miguel Bombarda, nestes dias:

Sábado - 13 de Junho [9h30 - 13h00] - A Questão da Autoridade e da Obediência
Sábado - 20 de Junho [9h30 - 13h00] - A Auto-Estima da Criança


3 comentários:

  1. Olá:)

    Tenho acompanhado de perto este blog já fiz as formações mas continuo com dificuldade:) Tenho um piqueno de 2 anos que regra geral é bem comportado. No entanto ao ler este pots lembrei-me de uma dificuldade que tenho: é-me mt dificil faze.lo obedecer-me quando quer muito uma coisa e ao ler neste post a palavra negoceia dei conta que não sei faze-lo. Quando penso em dizer-lhe faz isto que a mãe x não sei o que poderá ser o x. Poderá ajudar-me?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá! Boa pergunta!! Vou responder a isto em forma de post, pode ser?
      Beijinhos!

      Eliminar
  2. Olá olá. A minha filhota de 2 anos é uma menina que regra geral é bem disposta. Por vezes está muito bem a brincar e de repente começa a atirar os brinquedos pelo ar. Ou quando a vou buscar a casa da avó e me vê também o faz. Porque o fará?

    ResponderEliminar

Obrigada por leres e por comentares!
Todos os comentários são bem-vindos excepto os que 'berram alto'...Esses são, naturalmente, eliminados!

linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Share