Quando a criança começa a andar e o que se diz por aí...

9.1.14
Porque razão é que [quase] toda a gente me diz que agora que o meu filho já começou a correr a casa toda que acabou o meu sossego?

É para eu ter medo? É para eu andar sempre atrás dele e não o deixar em paz um segundo. É para estar sempre a achar que devo estar em estado de alerta e em modo de 'entra em pânico' já a seguir?

Faz parte da evolução de uma criança andar. Faz parte dessa evolução comer sólidos, deixar as fraldas, fazer birras, chorar. Dizer que não gosta dos pais. Porque razão é que tem de haver sempre um tom menos positivo e com uma risota maliciosa?

Confesso que tenho alturas em que digo 'pois é e sorrio'. E tenho outras em que pergunto 'então porquê' e pimbas, dizem tudo o que eu disse no segundo parágrafo mas por outras palavras.

Mas o melhor comentário de todos foi aquele me disseram'Vem aí o segundo? Rapaz? Estás tramada. Agora é que acabou mesmo o teu sossego.'

Não fosse eu uma rapariga que pensa no que as pessoas dizem e a forma como o dizem e acho que estaria sempre em estado de alerta.

D'ahhhhh....! A sério, muda as tuas frases e muda o teu mindset! O que a gente diz pela boca fora pode ser arrasador ou construtor, já reparaste nisso?

By the way, quais são aquelas frases que te dizem e que mexem contigo?

13 comentários:

  1. Após uma birra do mais velho e depois de me verem a «negociar termos e condições» de forma firme, leia-se sem gritos nem vacilações da minha parte, brindaram-me com esta pérola: «você tem muitos filhos porque os trata assim! Se os tratasse bem, como eles merecem (i,e. fazendo-lhes todas as vontades, criando pequenos tiranos) tinha só um!» De facto, seria impossível fazer as vontades aos quatro, se fossem eles os bosses havia de ficar feita num farrapo! Ainda nesta linha, também me salta a tampa quando me dizem que tive muita sorte porque tenho crianças muito calmas, se fossem como as delas é que eu havia de ver! Já expliquei várias vezes que uma criança é como um diamante em bruto e há muita coisa que pode ser lapidada, mas é raro ver quem se dê ao trabalho, preferem rematar com um « ai o meu é tão mau, tão mau, eu não dou conta dele!» (geralmente dito em frente à criança) . Pois...não dão conta de um em casa mas nós, professores, temos de dar conta de 25 ao mesmo tempo, faz todo o sentido!!

    ResponderEliminar
  2. TOP frases que me deixam LOUCA:
    3º- "Coitadinhas, deixa lá as meninas" (depois de fazerem asneira eu não as posso castigar?)
    2º - "Então para quando é que vem o menino?" - Sim, sim... querem saber muito... por acaso eu tenho algum contrato a cumprir?
    1º - "A tua filha e a outra" ou melhor ainda "A que é mesmo tua e a outra" referindo-se às DUAS minhas filhas, que findo o processo de adopção da mais velha passou a ser MESMO minha tal como a mais nova que nasceu da minha barriga!!!!!!
    Ai este post... dava tanto que escrever...

    ResponderEliminar
  3. Mexe comigo a referencia que as pessoas fazem sobre a idade. O estar velho/a".

    Criou-se o pseudo culto da juventude, de ser eternamente jovem. E as pessoas não tem consciência que tudo o que se faz na vida é apenas com o objetivo de acumular experiencias colecionadas com anos. Com aniversários.

    Até porque a alternativa de não coleccionar anos (a morte, caso não tenhas entendido) não agrada a ninguém eheheh

    Porque não hei-de desejar para mim e festejar o que também desejo para os meus filhos? Uma longa vida.. e trabalho a mente para que seja uma vida feliz. Por isso o maior projeto de vida é o de coleccionar anos. E por isso os festejo com muito prazer.

    E tenho muito prazer em viver todos os meus anos. Tanto, que não prescindia de nenhum ;-))

    ResponderEliminar
  4. Dizerem me que o meu mundo ainda é cor de rosa que os filhos não são santinhos como pensamos e que já sabem muito sobre sexo (8 anos quando achamos q não sabem grande coisa além do que lhes ensinámos e ouvem na escola). Conheço a minha filha e sei que o tema não lhe interessa ainda grande coisa , pensa mais em cantar e dançar. Questõs quando e como e o que falar sobre sexo nessa idade, 8/9 e de um modo saudável e quão santinhos eles são, quanto conhecemos os nossos filhos?

    Sofia Alves

    ResponderEliminar
  5. Quando amamentava a minha sogra costumava dizer: diz lá que não sentes que cada vez que SEMPRE que dás de mamar sentes o vosso amor a crescer!...

    ResponderEliminar
  6. A mim irrita-me o "ainda dás de mamar?", o "não podes andar sempre com ela ao colo que depois ela ganha manha e manipula-te" e "não dorme a noite toda? estás feita!" - De notar que a minha filha tem 20 meses! Se eu não lhe der mama, colo e mimo agora vou dar QUANDO?

    ResponderEliminar
  7. O que me tira mesmo do sério é "coitadinha... é muito bonito mas é no colo dos outros porque dá muito trabalho"... é que sou mãe de gémeos! Quando ainda estava grávida saiu-me a seguinte "coitadinha é de quem quer ter filhos e não consegue e mesmo assim... eu sou é uma sortuda porque me saiu a sorte grande!" pimbas, toma lá e vai buscar. ;)

    ResponderEliminar
  8. O meu filho é terceiro neto, primeiro rapaz!!!! Quando fiquei grávida fiquei mt feliz pois ia nascer um rapaz. Desde que nasceu que o meu filho mal tem identidade própria para o bem e para o mal o Pedro sai à prima...ela fazia assim...ela tb fazia isso...é mesmo igual a ela....ela dormia uma tarde inteira é mt mau que ele não o faça tb....

    ResponderEliminar
  9. Tira-me do sério as comparações... tipo é a cara de x ou de y! Todos nós somos o resultado de uma relação de 2 seres, daí as semelhanças!

    ResponderEliminar
  10. Uma pergunta ao lado, onde fez a sua formação em PNL? Recomenda algum sitio/formad@r em Lisboa? Obg

    ResponderEliminar
  11. Isso é só aldrabice! Aqui tem sido um descanso desde que o pequeno começou a andar. Consigo fazer muito mais coisas com ele "à perna" e não me sinto tão cansada nem stressada.
    Quanto ao que mexe comigo, não são propriamente frases, mas tira-me do sério quando o meu sogro entende que o miúdo há-de comer o que ele quer e faz birra. Apetece-me encher o prato dele e obrigá-lo a comer o que eu quero, também. Ou quando ele diz que o miúdo se deita com as galinhas (por ele o miúdo deitava-se praí às 23h).

    ResponderEliminar
  12. Olá.
    O que me tira mais do sério é dizerem 'ai, ele está com tanta tosse' ou 'ai, ele está mesmo apanhado, com tanta farfalheira, coitadinho'. Mas será que as pessoas acham que eu não sei? Acham que eu ainda não reparei que o meu filho está com tosse? É o tom, principalmente o tom com que dizem isto, como se eu não tivesse reparado e me estivessem a alertar, como se resolver a tosse fosse coisa simples como matar a sede.
    Curiosamente achei que as comparações de parecenças me fosse incomodar, mas não. E já percebi porquê: porque quem as faz, usa o tom certo.
    Também acho que as pessoas, em geral, usam este tipo de frases para fazer conversa. Ou seja, este tipo de 'sentenças' saem da boca para fora, as pessoas na realidade não pensam no que estão a dizer, apenas dizem e esperam que daí nasça uma conversa.

    ResponderEliminar
  13. "vem aí o segundo? agora vem a menina, pra fazer o casalinho e ficava já despachada, não é verdade?"
    não... o_o

    ResponderEliminar

Obrigada por leres e por comentares!
Todos os comentários são bem-vindos excepto os que 'berram alto'...Esses são, naturalmente, eliminados!

linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Share