No coração das emoções das crianças

23.8.13
«O facto de estarmos excessivamente ocupados com as tarefas do quotidiano,
com a roupa para lavar, com a casa para limpar, com a comida para fazer,
com todos os deveres que temos... faz-nos por vezes esquecer a que ponto viver com os nossos filhos nos torna felizes.
Todos os pais o dizem, a infância passa depressa, demasiado depressa.
Não falhemos o nosso encontro com ela!

Será sempre possível arranjar a casa mais tarde, quando eles tiverem partido
e as nossas quatro paredes parecerem bem vazias, sem gritos e risos...»


- Isabelle Filliozat em "No coração das emoções das crianças"

4 comentários:

  1. Verdade...
    Penso nisto muitas vezes. Especialmente quando começo a ver mta coisa para fazer e eles ali, disponíveis para mim. É uma "conversa" que faço comigo mesmo para não me sentir "desarrumada". E funciona tão bem!!! E sabe tão bem fazer esta escolha!!!

    ResponderEliminar
  2. Tão verdade! Vou partilhar no meu blog. Bjs e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  3. Por isso e tão importante perder o amor ao dinheiro e arranjar uma empregada. Caso contrario mto complicado...

    ResponderEliminar
  4. Tenho o livro e já o li várias vezes... lindo!

    ResponderEliminar

Obrigada por leres e por comentares!
Todos os comentários são bem-vindos excepto os que 'berram alto'...Esses são, naturalmente, eliminados!

linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Share