Como sobreviver às férias, com os miúdos, em 15 pontos

16.7.13


Já em tempos escrevi sobre o tema das férias, mais concretamente sobre irmos de férias, sem eles.

Mas a verdade é que ir de férias com eles, sobretudo quando são pequeninos, tem muito que se lhe diga... Porque quem vai sem babá (a maior parte de nós) precisa, na maior parte dos casos, de férias depois.

Há uns dias, no grupo Mães, algumas mães pediram-me para escrever sobre as férias. 
Lá no fundo, o pedido que eu ouvi foi 'como sobreviver às férias com os miúdos'... E a única coisa que me vem à cabeça para se sobreviver é a forma como encaramos o que vivemos. Lembro-me bem do primeiro mês de vida com a minha filha, e de me perguntar, várias vezes 'onde é que eu me meti?'. E depois, com o segundo, saber perfeitamente que é uma fase, que nós sobrevivemos e que o importante é que passe... :) Mesmo que no caso dele a loucura tenha durado mais um mês.



Quando vou de férias procuro não ter grandes expectativas. Procuro controlar aquilo que considero ser importante como ter sempre água, algum alimento, chapéu e protector solar comigo. 


De resto, se temos de vir mais cedo da praia ou se não conseguimos fazer aquela visita que tanto queríamos, paciência. Eu procuro não stressar com isso. Mas sobretudo, procuro não stressar com o outro adulto que vai comigo. E ajudá-lo a desvalorizar aquilo que o deixa mais stressado, usando a técnica do TLC (Tender Loving Care) mesmo com ele. E para quê? Para que ele use essa mesma técnica comigo, quando eu me passar. Tem mesmo de ser, caso contrário as férias podem bem ficar estragadas. 
Ora pensa aqui comigo: se te ajudarem a desvalorizar, a rir e se te ajudarem a brincar com uma situação, diz lá que não ficas melhor? É isso que eu quero que me ajudem a fazer quando eu não sou capaz. E por isso também o faço com o outro. 

Eu sei que ir de férias cansa o corpo e a cabeça. Que a dada altura, e enquanto eles são pequenos, não dá como não nos perguntarmos como é que ainda aguentamos. E, no fundo, quando conseguimos gerir a coisa em modo 'take it easy', ficamos mesmo orgulhosas, não é?
Quando fores de férias com eles, lembra-te que podes escolher pensar que vais descansar ou pensar que vais, sobretudo, divertir-te com o teu filho. E quando pensas no segundo, as férias podem tornar-se muito interessantes. Até porque o descansar como antigamente... é mesmo mesmo difícil (quando são pequeninos).

O que saber? Eu sou muito apologista do prático e descomplicado e minimalista

Então é assim:

1) Excepto quando são bebés, o protector solar é igual para todos - assim não ocupa lugar no saco, usa-se um por ano e não fica para o outro ano. E o factor de protecção 50 não impede o bronzeado. Protege é bastante. Mas bronzeas à mesma. Garanto - porque é o que eu uso :)

2) Água termal ou borrifador dá imenso jeito.
Bidons de água sem ser de plástico devem andar sempre cheios. Por vezes as birras vão lá com uma simples hidratação. E a fome também.



3) Ter sempre toalhitas (do tipo dodots) connosco - dão jeito para tudo, sobretudo em férias.

4) Adoro o carrinho de compras da avozinha - é o que usamos para levar para a praia TUDO o que precisamos, incluíndo parasol e paravento, brinquedos.

5) Não uso carteira há muito tempo - só mochila. O que é que ganho? Dois braços livres e a possibilidade de levar um bebé ao colo e o que mais for preciso.

6) Sling! Com a mais velha foi até aos 2 anos e meio. Vamos ver como é com este.

7) Patim para a mais velha. Super útil, sobretudo quando vem cansada da praia.

8) Dominós e outros jogos de sociedade - as férias são óptimas para aumentar o vínculo com os nossos filhos - e estes jogos a serem feitos ao serão ou na altura de maior calor, dentro de casa ou à sombra, ajudam a condensar memórias positivas.

9) Cantar - arranja CDs giros (eu disse giros, que tenhas vontade de cantar também!!) e leva-os no carro. O ideal mesmo é que contem uma história em vários capítulos. Gosto muito deste.


10) Queres estar descansada a ler o teu livro ou revista (ou até a dormir), na praia? Das duas uma: ou tens quem vigie e brinque com eles ou então esses momentos serão escassos (a menos que faças parte daquele grupo de pessoas com filhos tão bem comportados que o comum dos mortais admira-se que possa ser verdade). Aproveita e brinca e mexe-te - sempre são calorias que perdes e músculos que tonificas... Eu sei, preferias estar a relaxar... Mas lá está, ver a coisa por este prisma pode ajudar. Porque, como disse aqui, nos primeiros anos, as férias em princípio serão tudo menos descanso.

11) No final das férias estás branca como no início do Inverno? Já ouviste falar em auto-bronzeador ou jet bronze? Ou em pós minerais para o rosto? Dão aquele ar de saúde que nos fica bem e não envelhecem a pele.


12) Menus - a partir de certa idade já comem de tudo - e se são férias (tuas e deles), descomplica. Que mal tem se comerem massa, sem legumes e carne ou peixe durante dois ou três dias? Nenhum, pois não? Depois voltas à rotina e tudo volta ao normal!

13) As férias podem ser chatas e nada terem a ver com as fotos que encontras no Pinterest. That's life!

14) Espreita este site - da Luísa - 'Diário da Pikitim' - e encontras muitas dicas sobre viajar com eles.

15) Programar férias a dois - para namorar e descansar. Essas sim, as nossas férias como antigamente, para descansar à séria. É super importante que o faças, para a tua sanidade mental, para a deles e para a vossa, enquanto casal. 

15 comentários:

  1. Mesmo a propósito - fantásticas dicas!

    ResponderEliminar
  2. Genia!! Adorei,,muitos parrabens pelo bolg sou uma fans!
    Cps
    Lina

    ResponderEliminar
  3. O que eu faço é ir menos tempo, mas de qualidade, ou seja, vou para um hotel tudo incluído e a minha única preocupação é ter as crianças debaixo de olho. O resto alguém fará! ;)

    ResponderEliminar
  4. As minhas piores férias de sempre com miúdos, foram em 2001, tinha uma filha com 21 meses e outro filho com 14 meses ( acabadinho de chegar - foi adoptado). Foram 15 dias duros, ao fim de 8 dias, suspirávamos pelo fim das férias!
    Hoje temos 3 filhos, e há 10 anos que fazemos férias a acampar...por aí. E o lema é: Amor e uma cabana! O segredo, descomplicar, descomplicar. Se estão 15 dias sem comer sopa, paciência. Se um dia à noite já não há tempo/paciência para tomar banho...tomam no dia seguinte. Se chove e não se pode ir à praia...vista-se um museu, ou faz-se uma caminhada à chuva. Quanto ao descansar e ler um livro. Acredito que aos 60 anos vou ter muito tempo para fazer isso.!
    Patricia

    ResponderEliminar
  5. É mesmo isso ! Não há hipotese!

    ResponderEliminar
  6. gostei muito deste post. Parabens. De cristina, mãe de 3.

    ResponderEliminar
  7. Gostei muito das dicas, as leituras e o namoro, aproveito a hora da sesta,

    obrigada

    Ana

    ResponderEliminar
  8. Mais uma vez um excelente post, Magda! Parabéns e obrigada. As suas palavras foram um grande incentivo para hoje recomeçar as férias com outra perspectiva e com a ideia de descomplicar. Pensava que estas férias iam ser o paraíso - lá estão as expectativas- mas férias com um bebé de 2 meses e meio e um de 3 anos e meio podem transformar-se numa loucura infernal se não paráramos um pouco e descomplicarmos. É esse o meu objectivo para estas semanas de férias. Descomplicar e curtir os meus filhos e o meu marido! E rir mais e não ser tão rigida com as horas e rotinas, dentro do razoável, claro. Beijinhos

    ResponderEliminar
  9. eu precisava ler este post-foi como um remédio para a alma -tenho 2semanas para programar um mês inteiro com 3 miudos de férias e com o pai a trabalhar...acabo as férias sempre cansada mas o pior é o stress de terem de comer a horas e levar a coisa ao máximo rigor-vou tentar descomplicar ao máximo.
    Obrigada mais uma vez pelo excelente post

    ResponderEliminar
  10. * crianças tão bem comportadas que parecem mentira... estás a falar do meu filho mas infelizmente não me sinto sortuda porque o "bom comportamento" e a "quietude dele" não são saudáveis; ele é timido demais e passo o tempo todo a tentar arranjar estratagemas que o façam interagir e socializar mais sem o fazer sentir que tem algum problema... É complicado lidar com todo o tipo de extremos mas os timidos dão muito menos nas vistas e parecem ser o ideal de qualquer pai mas não é.

    ResponderEliminar
  11. Adorei este sitio para passar férias, aconselho a visitarem 5***** um atendimento excelente, visitem a pagina do facebook =)
    https://www.facebook.com/quintaquebradaturismoecologico

    ResponderEliminar
  12. Perfeito! Mais uma vez a Magda, para me fazer voltar a assentar os pés na terra e salvar as minhas ferias! Sim, porque ainda me faltam seis dias e ainda por cima sem o pai, que teve de voltar antes para casa por questões de trabalho... Ai ai ;)) vou tentar aproveitar ao máximo e desfrutar das minhas filhas porque elas merecem e eu também!! Obrigada Magda pelas sábias palavras, beijinhos

    ResponderEliminar

Obrigada por leres e por comentares!
Todos os comentários são bem-vindos excepto os que 'berram alto'...Esses são, naturalmente, eliminados!

linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Share