Da Mudança e do desafio Berra-me baixo!

14.2.13
É no final do ano que começamos a pensar nas resoluções que queremos empreender no ano novo que se aproxima.E, por coincidência, foi no final de 2012 que confirmei um feeling que tinha. É que se por um lado é verdade que as sapatadas e palmadas, como forma de punição estão a ser eliminadas,  por outro verifiquei que os berros são a nova palmada! E que quanto mais um pai ou uma mãe berra, mais angustiado fica. A verdade é que muitos não querem fazê-lo, não gostam disso mas não sabem como parar e, mais do que tudo, perguntam-se como é que poderão impôr limites aos seus filhos de outra forma – mas isto é tema para outra crónica.
Mais do que explicar ou fundamentar teorias, muitas vezes o ideal é passarmos pelos processos por forma a vivermos as situações.

E por isso mesmo decidi lançar o desafio do ‘Berra-me baixo’, que teve início a 1 de Janeiro deste ano. Os estudos provam que para mudarmos o nosso comportamento, necessitamos de aproximadamente 21 dias. Isso quer dizer que nesses 21 dias tomamos, a todos os momentos, a decisão de escolher uma atitude diferente daquela que normalmente escolhemos. Durante 21 dias estamos centrados na missão de fazer diferente, de fazer melhor. Por isso, este desafio dura um mês – dura os 31 dias de Janeiro – assegurando uma maior taxa de sucesso de quem participa. Durante 31 dias,  as atitudes transformam-se, pouco a pouco, em comportamento.
Quando queremos mudar um comportamento nosso, só há uma forma de o fazer. É fazendo. Não é racionalizando, não é pensando ‘ah e tal, eu da próxima vou fazer assim e assado.’ Não senhor. É fazendo. Já! Não há outra forma. A disciplina ajuda nos primeiros tempos mas não nos leva muito longe. O segredo está em fazê-lo todos os dias. Tal como lavar os dentes. Quando os nossos filhos começaram a lavar os dentes, tivemos de os ensinar, de lembrar constantemente dessa tarefa. E, de um dia para o outro, estão a fazê-lo sozinho. Não tem a ver com disciplina ou força de vontade. Tem a ver com hábito. E o hábito faz o monge, não é?
E a verdade é que ao fim da primeira semana todos os participantes perceberam que afinal têm mais auto-domínio e que conseguem controlar, na maior parte das situações, os seus berros.
A verdade é que no final da segunda semana todos os participantes perceberam que gritam mais quando estão cansados, com menos paciência.
A verdade é que o grosso dos participantes percebeu que se falar com calma, explicar as coisas (uma ou duas ou até três vezes), os filhos fazem aquilo que lhes é pedido sem guerras.
A verdade é que o grande objectivo deste desafio – ‘melhorar relações – está mesmo a ser alcançado.
Há uma história que diz que berramos uns com os outros porque por vezes os nossos corações afastam-se e por isso temos de falar mais alto para nos ouvirmos melhor.
A ideia é que os corações se mantenham juntos e próximos. E quando se berra baixo as coisas ficam muito mais fáceis! 

Publicado originalmente a 21.02.2013 no Portal dobebe.com 

11 comentários:

  1. ontem saiu-me um berro por uma coisa tão estúpida como puxar um autoclismo... normalmente vamos enchendo o balde com a água do banho enquanto está a aquecer e quando está cheio usamos p descarga na sanita e poupamos uma descarga (junta-se tanta água...)
    ontem disse-lhe qd acabres não puxes o autoclismo, ela esqueceu-se. e eu qd ouvi o autoclismo mandei-lhe um berro. ela assustou-se mesmo :(

    não justificava tal. é triste. mais uma vez percebi que tenho de ter mais calma e autocontrolo... enfim, vamos aprendendo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. somos humanos e falhamos e andamos cansados.... um beijinho

      Eliminar
    2. já passou... hoje correu melhor. com mais calma. perceber que às vezes parar um bocadinho para um abraço, um beijinho, para falar com mais calma... não vem daí mal ao mundo se o jantar atrasa ou se deita 5m mais tarde.
      enfim, obrigada!

      Eliminar
  2. Foi hoje :( tive uma noite complicada, com dores terriveis no pescoço, dormi super mal... calma, não é tudo mau: ESTOU MUITO MELHOR,COM O AVANÇAR DO DIA FICO CADA VEZ MELHOR, AS DORES SÃO MUITO MENOS, ESTOU ANIMADA, TOMEI UM CAFÉ E RECUPEREI A ENERGIA.
    Isto para dizer que o cansaço e uma noite mal dormida, a rotina da manha, um filho de seis anos que lhe apetece "explorar" os animais na caderneta de cromos, estarmos atrasados para o colégio... é uma receita ideal para SOLTAR UM BERROOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO.
    Já não me lembrava de soltar um berro. Eu sei é errado, mas... NINGUÉM É PERFEITO E EU TB NÃO! Nada que um pedido de desculpas e um carinho apertado não conserte. bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. somos humanos, dadinha !!! um beijinho!!

      Eliminar
  3. O "berra-me baixo" é um antagonismo interessante mas expressão que uso bastante... "tu berra-me baixinho" LOL... mas às vezes é verdade solta-se o bicho e esquecemo-nos de que é desmesurado... e sai um berro mais alto....
    Gostei deste bloge e vou voltar....
    Bjinhos

    ResponderEliminar
  4. Tem dias que é mais complicado... mas a mudança acontece! E estes desafios ajudam!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nat.: o objectivo é mm esse: ajudar. um beijinho! Em março há mais :)

      Eliminar
  5. Infelizmente em Janeiro não consegui... mas tenho apontado no telemóvel,no frigorífico e no espelho da casa de banho... Pois cá em casa é praxe... e muitas das vezes sai a bela frase: - "Vocês só obedecem quando solto um grito"... e na verdade não é... se pedirmos com calma as vezes resulta mais rápido... levei tempo a aprender e estou aprendendo a cada dia é uma luta constante, mas não sou de desistir de nada e esse objectivo foi o estabelecido para esse ano! Parabéns Magda pelos anos(atrasado), pelo filhote e por essas ideias brilhantes que nos desafiam e fazem-nos cair na real. Adoro o seu blog e a dedicação!

    ResponderEliminar
  6. Infelizmente em Janeiro não consegui... mas tenho apontado no telemóvel,no frigorífico e no espelho da casa de banho... Pois cá em casa é praxe... e muitas das vezes sai a bela frase: - "Vocês só obedecem quando solto um grito"... e na verdade não é... se pedirmos com calma as vezes resulta mais rápido... levei tempo a aprender e estou aprendendo a cada dia é uma luta constante, mas não sou de desistir de nada e esse objectivo foi o estabelecido para esse ano! Parabéns Magda pelos anos(atrasado), pelo filhote e por essas ideias brilhantes que nos desafiam e fazem-nos cair na real. Adoro o seu blog e a dedicação!

    ResponderEliminar

Obrigada por leres e por comentares!
Todos os comentários são bem-vindos excepto os que 'berram alto'...Esses são, naturalmente, eliminados!

linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Share