Canja de Galinha... para pais!

5.1.13
Volta e meia damos de caras com uma frase ou uma pequena história que fica gravada nas nossas cabeças e que tem um impacto brutal na nossa forma de ver as coisas. Aconteceu-me há uns meses mas, como não conseguia lembrar-me do autor para a citar, deixei andar.

Esta semana dei um salto a uma livraria e esbarrei com um dos livros dele - nunca li nenhum - mas o título era fácil de reter - Canja de Galinha para a Alma, de Jack Canfield.

Conta o autor que um dia aprendeu uma das melhores lições sobre educação. Observava o vizinho a ensinar o filho a ligar o cortador da relva. Entretanto, a esposa do vizinho chama-o e ele deixa o filho sozinho, ao pé do cortador. O miúdo consegue ligá-lo mas, como ainda não sabe nem consegue controlá-lo, a máquina acaba por dar cabo de um canteiro de flores.
O pai olha furioso para aquela cena e quando avança para ralhar com o filho, a esposa diz-lhe:

-Lembra-te que estamos a educar crianças... e não flores!

5 comentários:

  1. Ahahah adorei! E fez-me lembrar um episódio que aconteceu com a minha avó quando eu era pequena (precisamente com um canteiro com flores) só que quem proferiu a frase mestre, fui eu. Ela diz que ainda hoje se lembra (por isso é que me contou, que eu não me lembrava disso).

    Beijo!

    ResponderEliminar
  2. Esposa?? Ainda ha quem use este termo? or amor da santa...

    ResponderEliminar
  3. Quando eu era pequena o meu pai andava sempre a filmar-me ou a fotografar-me. Num desses videos aparece uma cena bastante especial, onde eu estou a brincar com as plantas da varanda, a dar-lhe festinhas nas folhas até que de repente começo a reclamar com uma planta (ela portou-se mal ao que parece), pego nela pela ponta em vez do vaso e coloco-a num canto "ponho-a de castigo". Com esta cena acabei por arrancar a planta do vaso. E o meu pai em vez de me ralhar e parar logo o video, continuou e graças a isso temos esta excelente gravação. Aposto que depois do acontecido a minha mãe lá me deve ter explicado que as plantas se pegam pelo vaso e se deve ter cuidado com elas. Mas não deixa de ser uma situação engraçada e que me lembrei ao ler isto.

    ResponderEliminar
  4. Muito gira a deixa da mãe. E não é que ela tem toda a razão :)

    ResponderEliminar
  5. Fantástico!
    Tenho esse livro cá em casa desde há uns dias, emprestado por uma amiga, mas confesso que não estava com vontade de o ler, pois parece que é um livro com várias histórias e normalmente canso-me mais facilmente desses.
    No entanto, com este exemplo de história começo a pensar que, se forem todas assim, o vou devorar.
    Pelo menos, fiquei curiosa!!!
    Obrigada e beijocas

    ResponderEliminar

Obrigada por leres e por comentares!
Todos os comentários são bem-vindos excepto os que 'berram alto'...Esses são, naturalmente, eliminados!

linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Share