Maternidade - Cenas úteis e fúteis que se aprende - parte I

27.8.12
A Maternidade muda-nos! Nunca mais somos as mesmas!
Além do mais, aprendemos tantas, mas tantas coisas, que decidi começar a listá-las... a primeira lista, de muitas! Cenas úteis e fúteis...



1.       Não deixes para logo o que podes fazer já.

2.       As mochilas são grandes companheiras.

3.       Esquece o carro limpo, a cozinha sem migalhas e a sala sem sapatos e brinquedos pelo chão. E a tua roupa, sem nódoas!

4.       Algumas amigas que (ainda) não têm filhos não percebem porque é que nunca mais passei horas ao telefone e porque é que entre as 18h e as 22h é difícil atender uma chamada delas. Pelo menos sem interrupções pelo meio. Um dia chegam lá.

5.       Tenho mais paciência do que aquilo que pensava, aguento mais noitadas do que quando era mais nova, consigo fazer ainda mais coisas ao mesmo tempo.

6.       A palavra luxo adquire um novo significado… luxo é acordar depois das 9h30, é ter a casa em ordem. Ir ao supermercado sozinha e fazer chichi sem a companhia dos little ones também se enquadra aqui.

7.       Já dei por mim a falar meia hora sobre fraldas, chichis e cocós e a retirar imensa informação útil. Não, não foi com o pediatra… foi com uma amiga, a meio do casamento de outra amiga.

8.       Os batons, os elásticos, pulseiras e cenas que eram só minhas, deixaram de ser… E é normal não as encontrar no último sítio onde as deixei. O mesmo se aplica para os sapatos de tacão alto.

9.       Passei a ser perita em inventar pratos giros e saborosos com menos de nada… E sopa é coisa que existe em minha casa, em pleno mês de Agosto!

10.   Um bocadinho de saliva da mãe limpa tudo e uns quantos beijinhos na ferida são muitas vezes melhores que um qualquer hirudoid.



14 comentários:

  1. 5***** amei!! E se não é abuso vou acrescentar mais 1 mas muito pessoal. Depois que a minha filha nasceu nunca mais me senti sozinha , já lá vão 11 aninhos :) sinto-me orgulhosa da menina linda, responsável, amorosa em que a minha princesa se tornou. Cada dia que passa eu agradeço a Deus pela filha maravilhosa que ele me deu

    ResponderEliminar
  2. AMEI!!! Não acrescentava mais. :))

    ResponderEliminar
  3. Hehehe... Tudo verdade, verdadinha! Apenas num tópico nos diferenciamos: eu já não aguento tanto noitadas como quando era mais nova!!!! Hoje em dia não aguento uma gata pelo rabo :)
    Beijinhos, Alexandra

    ResponderEliminar
  4. Subscrevo tudinho! E tudo TÃO verdade!

    ResponderEliminar
  5. Post fantástico tão verdadeiro e real, cabe que nem uma luva. beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Magda, para quando um livro? É que já não há espaço no meu frigorífico! Eu quero imprimir tudo!!!!
    Beijinho :)

    ResponderEliminar
  7. Ahahahah! Genial. Adoro as tuas listas, tão verdade!

    ResponderEliminar
  8. Perfeito. O item 4 adequa-se de uma maneira inexplicável. As/os amigos com quem contavamos já n posso contar pois o facto de ser mãe e já n ter tanto tempo para sair e beber cafés e falar ao telefone fez c q mt coisa mudasse. Enfim....n deixaria de ser mãe por causa deles. A mnh filha é o mlh do mundo.

    ResponderEliminar
  9. tenho muito mais paciência do que poderia imaginar!
    Quanto ao carro sujo e á roupa com nódoas, a parte boa d eter um filho é que agora posso por as culpas nele! eheheheh!

    ResponderEliminar

Obrigada por leres e por comentares!
Todos os comentários são bem-vindos excepto os que 'berram alto'...Esses são, naturalmente, eliminados!

linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Share