Hoje é assim #51

15.3.12
"Há pais que morrem em vida, devagarinho. Serão, entre todos, os mais dolorosamente ausentes. Acompanham a vida dos filhos, desde sempre. Mas desconhecem-nos. Demitem-se de lhes ler o coração ou de se colocar, por instantes que seja, no lugar deles. Imaginam valer pelos bens que transmitem e nunca pelos sonhos que conquistam (esquecendo que os pais mostram um caminho sempre que o percorrem, nunca se o indicam). Mas morrem um bocadinho se não abraçam. Morrem quando não brincam. Morrem sempre que decepcionam. E são tantas as decepções que os seus gestos acumulam que, quando morrem de facto, os filhos atestam um óbito (mais que desmoronam num choque). E, ao morrerem, deixam a pior de todas as saudades: a saudade pelo que não se viveu. Não são pais pelos gestos que dão mas por tudo o que os filhos desejavam que dessem." 
Eduardo Sá

7 comentários:

  1. M. Vou tomar a liberdade de "roubar-te" este texto e espalha-lo por todo o lado por onde passo. Posso?
    M. este texto diz(-me) tanto, tanto, mas tanto que tu não imaginas

    Obrigada pela partilha

    ResponderEliminar
  2. Leva! Ele nem é meu mas quando o li gostei tanto... espalha, contagia!
    E pega lá um beijo!

    ResponderEliminar
  3. Concordo...a ausência em vida pode ser muito mais dolorosa que a morte... Não falo por experiência própria mas entendo....

    ResponderEliminar
  4. Verdade! Acompanhar é tão diferente de estar realmente presente. E, talvez um dos grandes desafios da maternidade seja aprendermos a conhecer verdadeiramente os nossos filhos e sermos os pais que precisam. E nisso, cada filho há-de ser bem diferente.

    ResponderEliminar
  5. Fantástico!!! Pequenos gestos, pequenos nadas que se traduzem num todo :) obrigada pela partilha.

    ResponderEliminar
  6. Bonito e Verdadeiro!! felizmente acho que essa espécie está a diminuir muito!!

    ResponderEliminar
  7. Infelizmenten sei bem o que é isso.

    BJs.

    ResponderEliminar

Obrigada por leres e por comentares!
Todos os comentários são bem-vindos excepto os que 'berram alto'...Esses são, naturalmente, eliminados!

linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Share