Segunda-Feira#004 - 'Good Job and Other Things You Shouldn't Say or Do (Unless you want to ruin your kid's life)' - Parte II

9.1.12
E como o prometido é devido, aqui fica a Parte II da entrevista com a Jennifer.
A Parte I podes ler aqui Enjoy!




5 comentários:

  1. Eh pá, não dá, não consigo subscrever... Na primeira parte conseguia concordar com boa parte, mas desta segunda pouco aproveito para mim... Não sei se resulta na vida real, parece demasiado "redoma", que o Mundo todo se adapta, em vez das crianças se inserirem no Mundo que as rodeia, com todas as frustrações, limitações, regras às quais temos de nos sujeitar mais cedo ou mais tarde... Mas é um desafio, sem dúvida!

    ResponderEliminar
  2. Sim, Maria de Lurdes, é difícil!
    Agora, se a primeira parte e parte desta segunda já serviu para abrir caminho, ainda bem! Eu gosto muito desta filosofia e procuro dosear bem... ou seja, nem tanto ao mar, nem tanto à terra... Mas aqui entre nós, fico feliz por estar mais hábil na aplicação de algumas coisas que a Jennifer tb faz.Um passo de cada vez, em baby steps! Vai partilhando, combinado?
    Bjinhos!

    ResponderEliminar
  3. Gostei muito desta entrevista, confesso que gostava de ser assim, com essa tolerância (roupa de esqueleto??), essa capacidade de entendimento... COncordo com tudo o que diz respeito a educar pelo medo e pela humilhação, espero nunca escorregar... Acredito que a Jennifer talvez seja tolerante e permissiva (sem ser no mau sentido) demais, mas acima de tudo tem um comportamento coerente, harmonioso e constante e é isso que traz segurança às crianças, é a previsibilidade dos dias, aquelas pequenas rotinas e rituais. No fundo, todas tentamos ser o melhor possível, cada uma à sua maneira e, este meu novo vício de ler blogs de outras mães, tem sido óptimo. Outros pontos de vista, antecipação de fases e problemas, a partilha de momentos e, assim sendo, segue um beijinho de obrigado à Maria de Lurdes e à "Mãe Patroa"

    ResponderEliminar
  4. Para já, gosto muito deste teu blog e a ideia das intervistas acho fantástica.
    Quanto a esta teoria toda, confesso que me deixa com dupla sensação. Pena por eu não ser nada assim! Alguma "inveja" porque também gostava de ter esta calma e esta "queda" para mãe e por outro lado algumas dúvidas se realmente funciona! Quando leio estas pessoas, que acho devem ser fantásticas como mães, dá-me uma tristeza porque começo a achar que sou péssima mãe! Eu não tenho tanta tolerância, calma, não reprimir ou gritar ou o que queiram. Um dia também gostava de ser assim, mas aquelas duas "pestinhas" que tenho em casa dão conta de mim. :D
    Continua com este blog que acho delicioso.

    ResponderEliminar
  5. @D: fico tão feliz por gostares do blog e das entrevistas. Dão-me um gozo imenso fazê-las, aprendo imenso. Mas acho que o que me dá mais prazer é saber que quem lê se põe a pensar. Esse é o objectivo. Se calhar, na próxima emendas um bocadinho a forma de fazer. E faz com naturalidade, tem de estar em ti.
    E D, diz-me, estás a fazer o projecto Even Happier_52?
    São pessoas como tu que me vão dando vontade de continuar :) Por isso faz todo o sentido continuar neste trilho :) Obrigada!

    ResponderEliminar

Obrigada por leres e por comentares!
Todos os comentários são bem-vindos excepto os que 'berram alto'...Esses são, naturalmente, eliminados!

linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Share